Tiflologia

Estudo sistemático, interdisciplinar e multidisciplinar, sobre a problemática da cegueira (na qualidade de Ciência Humana e Social), em contexto teórico-empírico e científico, cujo primeiro termo, entendido como génese da terminologia e conceptualidade, surgido no século XIX, foi Tiflofilia (apego/dedicação à causa/problemática da pessoa cega).   

Tiflologia é um vasto campo epistémico entrosado em afinidades científicas diversas, que se ocupa da investigação e desenvolvimento háptico perceptivo, somatossensorial e sinestésico, ecolocalizacional e locomocional (orientação e mobilidade), multissensorial e ergoeducomunicacional, cognitivo e sociocognitivo, infocomunicacional e sociocomunicacional, biopsicossocial e humano das pessoas cegas, assim procurando valorizar ao máximo a diversidade, na esfera da ecologia do saber e bem-estar, e, nessa diversidade, promovendo a equidade em qualidade e oportunidades para todos, comprovadamente demonstrando as potencialidades e competências das pessoas cegas, em analogia com as das pessoas normovisuais, no mundo social, ético e cívico, em que todos estamos obrigados, por dever e cidadania, a contribuir para o seu desenvolvimento e progresso.